PESQUISA DE INTENÇÃO DE VOTO. EM QUEM VOCÊ VOTA PARA PREFEITO?

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Reforço policial para as Eleições

Na noite desta quinta-feira (29.09), os ministros Henrique Neves e Luciana Lóssio aprovaram, ad referendum do Plenário, o envio de tropas da federais para outros 7 municípios do Maranhão: São Luís, São José de Ribamar, Vitorino Freire, Santa Inês, São Domingos do Maranhão, Paço do Luminar e Raposa. Para os outros 45 a autorização ocorreu no dia 27.
Os 52 municípios são:
1 Amarante do Maranhão;
2 Araióses;
3 Água Doce do Maranhão;
4 Arame;
5 Bacuri;
6 Barra do Corda;
7 Benedito Leite;
8 Bequimão;
9 Bom Lugar;
10 Buriti;
11 Buriticupu;
12 Bom Jesus das Selvas;
13 Cajari;
14 Carolina;
15 Codó;
16 Coelho Neto;
17 Coroatá;
18 Cururupu;
19 Dom Pedro;
20 Fernando Falcão;
21 Guimarães;
22 Lago da Pedra;
23 Matinha;
24 Olinda Nova do Maranhão;
25 Mirador;
26 Sucupira do Norte;
27 Passagem Franca;
28 Buriti Bravo;
29 Penalva;
30 Pinheiro;
31 Pedro do Rosário;
32 Presidente Sarney;
33 Santa Helena;
34 Turilândia;
35 Santa Luzia;
36 Santa Luzia do Paruá;
37 Santa Rita;
38 São Raimundo das Mangabeiras;
39 Sambaíba;
40 São Vicente Férrer;
41 Tuntum;
42 Tutóia;
43 São Mateus;
44 Monção;
45 Chapadinha;
46 São Luís;
47 São José de Ribamar;
48 Paço do Lumiar;
49 Raposa;
50 São Domingos do Maranhão;
51 Vitorino Freire;
52 Santa Inês.
 

fonte: http://www.tre-ma.jus.br/imprensa/noticias-tre-ma/2016/Setembro/sao-45-municipios-maranhenses-contemplados-com-forca-federal

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

O que dizem os números?



A enquete sobre intenção de votos foi lançada no dia 29/08, há 4 dias portanto. Estamos surpresos com a aceitação e participação dos internautas, a pesquisa tem sido um sucesso, por isso queremos esclarecer alguns pontos a respeito da pesquisa de intenção de votos que todos já devem saber, mas que não custa nada reforçar.

A pesquisa tem “vida própria”, não influenciamos de forma alguma nos resultados, apenas lançamos ao público. Cada pessoa só pode votar uma única vez, não é possível uma pessoa votar várias vezes, a não ser que ela vote acessando a partir de outro terminal como por exemplo se a pessoa votar no computador de sua casa e depois for até uma lan house para votar novamente, nesse caso pode-se dizer que uma mesma pessoa votou duas vezes, pois o que o sistema registra é o IP da máquina e não a pessoa.

Quanto ao resultado, não é possível cravar quem vencerá apenas com base em uma pesquisa, todavia, a pesquisa serve para se ter uma ideia, um feedback do eleitorado, de modo que os candidatos e eleitores possam ter uma noção de como está sendo sua aceitação e a partir disso traçar estratégias para conseguir eleitores.

Outro dado importante a ser observado é o público que participa da enquete. Não podemos generalizar o eleitorado tem por base uma enquete. É preciso observar critérios como idade, renda, escolaridade, local onde mora, etc. O que quero dizer com isso é que esta pesquisa não alcança todo o eleitorado de Vitorino, alcança apenas aqueles eleitores que têm acesso a internet, sabem ler, sabem usar minimamente as tecnologias de informação, etc. são esses eleitores que participam. O que poderemos concluir ao final da pesquisa é como votam os eleitores que acessam a internet, sabem ler, etc.    

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Enquete

Restando pouco mais de um mês para as eleições, lançamos uma enquete sobre intenção de votos, participe. Estamos diante de uma das eleições mais democráticas de nossa história, são cinco candidatos na disputa pelo cargo de Prefeito, algo que acredito ser inédito, pois historicamente o que acontecia era a disputa entre apenas dois lados, os famigerados grupos Jacaré e Cururu. A diversificação de candidatos só tem a contribuir para o bem da nossa democracia, pois o eleitor tem uma possibilidade maior de escolha.

Novas Regras, Menos Corrupção?



Com as novas regras para as eleições, os candidatos precisam suar a camisa para conquistar os votos dos que ainda não decidiram em quem votar. Com o tempo de campanha reduzido pela metade, limites de gastos, proibição a financiamento de empresas, limitação à propaganda visual que poluía visualmente as cidades, resta aos candidatos o corpo-a-corpo e gasto de saliva em busca de votos.

A compra de votos pode e certamente ainda acontece bastante, mas com as novas regras, o “investimento” em compra e meios ilícitos de angariar votos dente a diminuir. Regras mais rígidas e menor tempo de campanha resulta em menor gasto aos candidatos, o que em tese deveria ocasionar menor corrupção por parte do eleito... será?... a conferir.