terça-feira, 5 de maio de 2009

Tribunal do Júri

Por ser uma comarca pequena, nossa cidade não conta com instalações exclusivas para realização de júris populares, por esse motivo, o julgamento de hoje foi realizado na câmara municipal de Vitorino Freire; foi julgado o acusado de assassinar um lavrador em janeiro de 2005 no município de Altamira do Maranhão (a comarca de Vitorino abrange também Altamira). Pois bem... Por achar que assim deve ser feito, dividirei esta postagem em três momentos; ou seja, o mesmo evento, porém em momentos distintos; 1° citarei o evento do ponto de vista de mobilização popular e modificação da rotina loca; 2° os acontecimentos externos ao julgamento, mas em função deste; 3° me prenderei ao fato em si, propriamente dito; isto é, o crime, o acusado e a sentença.

Primeiro ato: O júri foi tido como um verdadeiro espetáculo tanto pelos populares que lá se entravam como pelos que não puderam se deslocar até o local do evento, mas que ficaram sabendo pelos comentários que corriam pelas cidades de Vitorino e Altamira do MA. Boa parte dos presentes era composta por cidadãos de Altamira. Os meios de comunicação da cidade também se fizeram presente com a equipe da TV Tarumã, filiada SBT em Vitorino; sem entender nada da área jurídica, o repórter e apresentador dessa TV local falou o que quis no ar, em seu telejornal do meio- dia. Logo depois de ir ao ar a noticia do júri, o prédio da câmara de vereadores, que já estava cheio, recebeu um número maior ainda após o intervalo para o almoço. A rua ficou tomada por carros, motos e curiosos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aguarde! Publicaremos seu comentário.