terça-feira, 31 de dezembro de 2013

2013 chega ao fim com mais um fato a lamentar em nossa cidade

2013 em Vitorino Freire foi um ano marcado lamentavelmente pelo aspecto negativo, houve um perceptível aumento da violência, crimes, assassinatos, a maioria relacionada ao aumento do tráfico e consumo de drogas na cidade. Para piorar, a cidade chorou as mortes trágicas de alguns de nossos jovens que prematuramente nos deixaram. Infelizmente, no último dia do ano, mais uma morte triste e lamentável de um jovem.

Edvan Lima Morais, de aproximadamente 32 anos, foi vítima de um infarto na manhã dessa terça-feira durante uma partida de futebol entre amigos. O jovem foi socorrido e levado às pressas pelos próprios colegas de pelada, chegando ainda com vida ao hospital. Enquanto recebia atendimento, as informações davam conta de que o quadro seria revertido e todos já se acalmavam.

É do conhecimento de todos a precariedade do único hospital da cidade que não dispõe dos equipamentos necessários para reverter um quadro clínico de infarto. Chamou a atenção o desespero de um dos amigos da vítima que reclamava aos gritos e inconformado a ausência de um médico no hospital.

2013 chega ao seu final e esperamos que leve com ele os dias tenebrosos que enfrentamos. Lamentando pelos que partiram, sabendo que a dor da perda diminui, mas não passa tão facilmente, ficando a lembrança dos momentos bons vividos.

Que 2014 seja marcado por conquistas, atitudes positivas, um país mais justo, um Maranhão sem oligarquia e nossa cidade mais justa, segura, com educação, saúde de fato e tudo de bom que esse povo batalhador merece.

Um comentário:

  1. Não havia nenhum médico no hospital (coisa comum em Vitorino), mas no mesmo dia houve uma grande festa na cidade, festa essa bancada pelo poder público e que o Sr. Prefeito marcou presença.

    Com a festa no entanto, a população nem observou o real motivo da morte do rapaz, que foi a imprudência de uma administração municipal e do médico que com certeza deveria está lá e inclusive vai receber por esse dia de trabalho em que ele não compareceu.

    À família do falecido fica a dica: PROCESSEM A PREFEITURA E DESCUBRAM QUEM É O MÉDICO QUE DEVERIA ESTÁ NO HOSPITAL NESSE DIA E O PROCESSEM TAMBÉM, esse bando de irresponsáveis que estão todos ricos as custas do dinheiro público.

    ResponderExcluir

Aguarde! Publicaremos seu comentário.