quarta-feira, 26 de junho de 2013

CUIDADO COM O OPORTUNISMO, VITORINENSES!

Tenho acompanhado nos últimos dias, uma chamada aos Vitorinenses para uma manifestação nas ruas, fiquei feliz, mas confesso com uma certa medida de preocupação. O pano de fundo que está levando os brasileiros nas mais diversas cidades para reivindicar nas ruas seus direitos é sem dúvida a CORRUPÇÃO, e a partir dessa se segue as outras injustiças sociais, como a falta de qualidade na educação, saúde, transporte e desenvolvimento econômico. Entretanto o que me preocupa quanto ao movimento em Vitorino Freire, é a possibilidade dos organizadores utilizarem o mesmo como um " palanque oposicionista", o que descaracteriza totalmente o real significado do protesto, é preciso que fique claro a não interferência de CLASSES SINDICAIS E PARTIDOS OU GRUPOS POLÍTICOS, a frente do movimento, é preciso que a população e somente essa, possa gritar a suas injustiças, reivindicar suas insalubridades pelo menos no momento atual, isso se faz importante, porque sendo feito dessa forma, temos a certeza de que o protesto não terá o perfil de uma antecipação de campanha eleitoral municipal.Não quero aqui dizer, que os sindicatos ou os partidos não tenham seus direitos de também reivindicarem seus objetivos, por meio de seus filiados ou associados, porém não é esse o momento adequado.

Vista a camisa de Vitorinense, de quem ama essa terra querida, de quem não aprova mais o coronelismo na política municipal, prove que não está mais a favor de que Vitorino continue a viver nas mãos de três famílias, que ao longo da história municipal tem alternado o poder em suas mãos, e de nada tem contribuído de forma significativa para o nosso município. Não esqueçam de que é a CORRUPÇÃO é o principal alvo das manifestações, e falando nisso, sem soma de dúvidas, todos os Prefeitos que já estiveram a frente da gestão de nossa cidade, tiraram nota 10 nesse quesito, levando consigo também uma maioria dos legisladores municipais,que fizeram da sua função ao longo da história um mero cargo para troca de favores.
Gritem, façam seus cartazes, apresente suas indignações, acordem para seu futuro meu caro amigo vitorinense, seja você estudante, lavrador, funcionário publico, desempregado, independe qual seja sua religião ou seu time de futebol, hoje vocês precisam serem todos iguais, em um mesmo rumo, objetivando um Futuro melhor. Um abraço a todos e boa sorte aos manifestantes.

Por Hedson Arruda

domingo, 23 de junho de 2013

População sai às ruas pelo fim da Oligarquia Sarney no Maranhão

Mais de 15 mil (Cálculos mais precisos asseguram que o número de manifestantes passou de 30 mil) pessoas voltaram a ocupar neste sábado as ruas do centro histórico de São Luís (MA) para protestar contra a corrupção, a PEC 37 e a falta de investimentos na saúde, educação e segurança. A manifestação batizada de Acorda Maranhão teve concentração na Praça Maria Aragão, no centro da cidade, de onde partiu às 15 horas para o Palácio dos Leões, sede do governo do estado, exibindo cartazes e gritando palavras de ordem em sua maioria contra a família Sarney.
- Sarney, ladrão, devolve o Maranhão !
Nem mesmo a forte chuva e o grande aparato policial dispersou o movimento que foi impedido de se aproximar do Palácio dos Leões.
Após deixarem a Praça Pedro II os manifestantes, que também exigiram da administração municipal investimentos na mobilidade urbana e melhorias nos serviços de transporte, se dirigiram e interditaram a Ponte José Sarney, que liga o centro histórico à área moderna da cidade, onde rebatizaram a ponte como Ponte da Juventude.
- Aqui no Maranhão, tudo tem o nome Sarney. Hospital, escola, prédios públicos. Estamos agora retomando para o povo o que é do povo – disse a estudante Suely Costa, 22 anos.
O deputado maranhense Lourival Mendes (PT do B), autor da PEC 37, também foi alvo de protestos.
- Ele não nos representa, e só nos envergonha – disse o estudante Carlos Alberto Guimarães.
- Um, dois, três, quatro cinco mil, ou para a PEC, ou paramos o Brasil – gritavam os manifestantes.
Vozes das ruas
Com gritos de “Sarney ladrão devolve o Maranhão”, “Fora Roseana”, “Fora Sarney” e “ei Sarney, vai tomar no c…” os manifestantes, de forma pacífica, seguiram o roteiro Praça Maria Aragão, contornaram a Praça Gonçalves Dias, pegaram a Avenida Beira-Mar, subiram a Rua do Egito e se dirigiram até o Palácio dos Leões.
Ao longo de todo o percurso as palavras de ordem foram contra corrupção e principalmente contra a oligarquia Sarney, que há quase cinco décadas comanda o estado e o levou aos piores indicadores sociais. O Maranhão ainda ocupa vergonhosamente o status de um dos estados mais pobres e miseráveis de nação. O coro mais cantado pela massa de estudantes e trabalhadores foi “Sarney ladrão devolve o Maranhão”.
Operação de guerra
Pelo menos uma centena de policiais, entre civis e militares, estavam envolvidos na operação de guerra montada para defender as dependências do Sistema Mirante de Comunicação.
Embora em nenhum momento o movimento “Acorda, Maranhão” tenha cogitado protestar na frente da emissora – que passou a semana chamando os manifestantes de vândalos -, pelo menos 100 policiais com armamento pesado, 10 viaturas, um ônibus, o helicóptero do Grupo Tático Aéreo e a tropa de choque da Polícia Militar foram destacados para guardar o patrimônio da governadora Roseana Sarney – dona da TV Mirante.
Além de todo o equipamento de segurança pública à disposição, a Mirante também contratou 10 seguranças particulares que foram distribuídos ao redor do prédio da emissora. (Com informação dos blogues do Garrone, Marrapá e Jorge Vieira)

foto 2
foto 3
armaria Sarney Kamaleão
Foto: Kamaleão
foto 5
foto 6
foto 7
foto 8
foto 9
foto 10
foto 11
oligarquia
1044302_265690166905878_1102078444_n
Renatinho
1039833_487141198028735_82552525_o
Foto: Kamaleão
994148_548543378541923_1501610948_n
1049229_589357204419123_2091865680_o

sábado, 22 de junho de 2013

Revolta Popular

O povo não se vê representado pelos políticos. A distância entre a classe política e a sociedade em geral, há tempos não é tão grande. A voz da população é cada vez menos ouvida e a justiça nunca esteve tão a favor dos corruptos. Numa democracia de fachada, somos convidados a participar apenas no momento do voto e sempre para escolher entre os mesmos de sempre, não escolhemos quem queremos, escolhemos entre os que eles querem que escolhamos, chamam isso de democracia?.




Lei de iniciativa popular deu origem à Lei dos Ficha Sujas, porém, os sujos continuaram no poder, o povo é contra a construção da usina hidrelétrica de BELO MONTE, mais uma obra faraônica que trará muito mais prejuízos que benefícios, mas ela está sendo construída apesar de tudo; o povo quer ver Renan Calheiros, Genuíno e João Paulo Cunha na cadeia, mas ao contrário da vontade popular, eles não só estão livres, como fazem parte do alto escalão do governo federal; partidos de oposição não existem mais, foram todos cooptados e se venderam por cargos no governo. O povo quer respeito e quer que sua vontade seja atendida por nossos pseudos representantes, se eles não nos representam, vamos nós mesmos soltar a nossa voz e fazer valer a soberania popular. O povo não quer esmolas como bolsa família, o povo quer muito mais. O povo não é contra Copa do Mundo no Brasil, o povo é contra a prioridade que o governo deu ao evento, a corrupção que há por trás, os gastos elevados para sua realização enquanto milhares de famílias ainda passam fome no país, pessoas morrem nos corredores de hospitais públicos, escolas desestruturadas, estradas esburacadas, injustiças, crimes de toda ordem e impunidade.

Os políticos não servem ao povo, servem ao grandes empresários, multinacionais, banqueiros, crime organizado e demais financiadores de campanhas.  

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Vem pra Rua, Vem!!!!!

Movimento ACORDA VITORINO FREIRE. População vitorinense adere a onda de protestos que parou o país nos últimos dias. Será nesta sexta-feira de dia 21, na pra da matriz . A população reivindicará investimentos nos serviços públicos e melhorias nas áreas de saúde pública, educação, segurança pública, abastecimento de água, pavimentação das ruas; o movimento exigirá também clareza na administração do dinheiro público, bem como o combate à corrupção.

sábado, 8 de junho de 2013

Mulher encontrada morta no rio Grajaú em Paulo Ramos

Uma mulher foi encontrada morta por volta das 17hs desta sexta-feira (7) no rio Grajaú em Paulo Ramos - MA. Ela não foi identificada e a polícia pede a ajuda de pessoas que possam conhecê-la ou a identificação de seus parentes e amigos. A foto dela no local e da forma que foi encontrada pode ser vista ampliada mais abaixo.

Segundo informações do sargento Diogo, comandante do destacamento da Polícia Militar em Paulo Ramos, a vitima foi encontrada sem roupas, apenas com uma blusa cor de vinho e na virilha da mulher tem uma tatuagem que poderá ser reconhecida facilmente por parentes ou amigos.

A tatuagem tem dois nomes e dois corações o primeiro nome pode ser o dela, IZANETE, o outro nome é de uma pessoa do sexo masculino, HERNANDO, entre os dois nomes tem dois corações desenhados.


Fonte: Castro Digital