quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Crime brutal no Maranhão completa um ano



No dia 05/10/2011 ocorria no município de Bacabal(MA) um crime bárbaro que checou todo o estado do Maranhão. A professora Eunice das Chagas Rego(43 anos) foi brutalmente assassinada a golpes de faca no pescoço e com água quente no rosto pelo estudante do curso de Ciências Naturais da Universidade Federal do Maranhão(UFMA), Kennedy Alves Silva(21 anos). O assassino morava com o filho da vítima e era amigo da família de Eunice.

Kennedy se entregou à polícia em São Paulo e ficou aguardando ser recambiado à Bacabal pela polícia do Maranhão. “Infelizmente, devido a incompetência da Segurança Pública maranhense, o assassino está livre e pronto para encontrar a próxima vítima”, relata Loide Chagas, mãe de Eunice, inconformada com a falta de atenção por parte das autoridades jurídicas do Maranhão sobre a tragédia que abalou sua família.
Mesmo após toda a repercussão do caso no estado, não houve interesse do delegado Jader José da Silva Alves, responsável pelas investigações, em providenciar a prisão do meliante. Ao completar um ano da morte de Eunice, nada foi feito para punir Kennedy – mesmo após o assassino ter se entregado.
Nas redes sociais, o filho Paulo Timóteo postou sentir saudades da mãe. Já a filha Karynna Vívian escreveu um poema declarando o amor e a saudade que sente de Eunice.


Salis Chagas, Jornalista, Câmara dos Deputados

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aguarde! Publicaremos seu comentário.