quarta-feira, 26 de setembro de 2012

60 anos

Ontem foi o aniversário de Vitorino Freire, nossa cidade comemorou 60 anos de emancipação política, mas apesar de ser uma data significativa, as comemorações não corresponderam às expectativas da população. Todos os anos a prefeitura organiza um desfile cívico, mas o deste ano foi no mínimo vergonhoso. Há que se reconhecer os esforços das escolas, professores, alunos, pais, atletas e demais pessoas que não mediram esforços para que fosse realizado o desfile; os próprios pais pagaram a confecção das roupas, acessórios e incentivaram seus filhos a participar dessa demostração de amor a Vitorino; mas por outro lado, a organização deixou muito a desejar. Foi o pior dos desfiles de 25 de setembro que já vi. 

Até há poucos anos, comemorávamos o dia da Independência (07/09) e o aniversário da cidade (25/09), apesar da proximidade das datas, as duas comemorações eram muito bonitas e disputadas, todos queriam ver e participar; de uns tempos pra cá resolveram comemorar apenas o dia 25 e se continuar nesse ritmo, em poucos anos, nem o aniversário será comemorado mais.

Quanto ao desfile em si, dois detalhes chamaram bastante a atenção dos espectadores, o primeiro deles é que eram os carros de som que faziam as vezes de banda marcial, apesar de ter uma banda "de verdade" no desfile, e segundo, mas não tão engraçado quanto o primeiro, era a pouca roupa das meninas que desfilavam. Crianças e adolescente usando microssaias que mostravam muito mais que o necessário. Como se achassem pouco o tamanho das saias, os organizadores colocaram uma adolescente em uma fantasia que deixava à mostra toda a região glútea, a garota vestia uma peça íntima estilo "fio-dental", o curioso é que a a fantasia cobria praticamente todo o corpo, exceto a bumbum. O desfile foi mal organizado e desvirtuado quando à sua real finalidade e, como quase tudo que se faz nesse país, bastante apelativo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aguarde! Publicaremos seu comentário.