sábado, 3 de setembro de 2011

Racismo é burrice

Um comentário:

  1. O título dessa postagem nos remete um pouco sobre a questão do preconceito O título da música do Gabriel Pensador que reflete questões pertinentes:

    "Salve, meus irmãos africanos e lusitanos, do outro lado do oceano"O Atlântico é pequeno pra nos separar, porque o sangue é mais forte que a água do mar"Racismo, preconceito e discriminação em geral;É uma burrice coletiva sem explicação. Afinal, que justificativa você me dá para um povo que precisa de união. Mas demonstra claramente, Infelizmente, Preconceitos mil. De naturezas diferentes..."

    Ao se falar em Brasil, parece que tal união só aparece em momentos festivos (lembrem-se da Copa do Mundo ou do Carnaval – momentos exemplares do orgulho brasileiro pela metade que temos)"Mostrando que essa gente Essa gente do Brasil é muito burra E não enxerga um palmo à sua frentePorque se fosse inteligente esse povo já teria agido de forma mais conscienteEliminando da mente todo o preconceitoE não agindo com a burrice estampada no peito A "elite" que devia dar um bom exemploÉ a primeira a demonstrar esse tipo de sentimentoNum complexo de superioridade infantil Ou justificando um sistema de relação servilE o povão vai como um bundão na onda do racismo e da discriminaçãoNão tem a união e não vê a solução da questãoQue por incrível que pareça está em nossas mãosSó precisamos de uma reformulação geralUma espécie de lavagem cerebral"
    Será que se esquecemos do passado escravista no Brasil, esqueceríamos do preconceito? Acredito que não, pois sem o escravo o Brasil não teria se construído enquanto nação. Aliás...

    "Olhe a nossa históriaOs nossos ancestraisO Brasil colonial não era igual a PortugalA raiz do meu país era multirracialTinha índio, branco, amarelo, pretoNascemos da mistura, então por que o preconceito?"

    Um dos pontos a serem discutidos é se o tal racismo ou preconceito ainda existe, pois não é raro ouvirmos que isso é coisa do passado.

    "Racismo é burrice mas o mais burro não é o racistaÉ o que pensa que o racismo não existeO pior cego é o que não quer verE o racismo está dentro de vocêPorque o racista na verdade é um tremendo babacaQue assimila os preconceitos porque tem cabeça fracaE desde sempre não pára pra pensarNos conceitos que a sociedade insiste em lhe ensinarE de pai pra filho o racismo passaEm forma de piadas que teriam bem mais graçaSe não fossem o retrato da nossa ignorância"
    Texto de Rafael Noronha

    ResponderExcluir

Aguarde! Publicaremos seu comentário.