domingo, 12 de junho de 2011

Quilombolas fazem greve de fome no Maranhão por segurança e justiça no campo

Desde o dia 3 de junho, um grupo de quilombolas está acampado na sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), no Maranhão, para pressionar o governo a solucionar os conflitos por terra e as constantes ameaças por alguns fazendeiros da região. Nesta sexta-feira(10), após participar do Seminário Estadual em Defesa dos Direitos das Comunidades Remanescentes de Quilombos, em Belém (PA), o deputado Domingos Dutra (PT/MA) se reuniu com os manifestantes e representantes do Incra para que haja ações favoráveis as reivindicações.

Indignados pela ausência do Poder Público no Estado do Maranhão, 14 quilombolas estão em greve de fome reivindicando uma audiência com os ministros do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence, da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, e da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Bairros. Os quilombolas reclamam sobre a falta de atenção aos ameaçados de morte no campo.

Buscando acalmar os ânimos, o Deputado Domingos Dutra atuou como mediador da situação. Esteve reunido com autoridades do Executivo Federal e do Incra-MA. O parlamentar, primeiro vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minoria, contatou a Ministra Maria do Rosário a qual se dispôs a receber uma comitiva dos quilombolas no próximo dia 22.

“Acredito que o impasse será solucionado após reunião com os ministros. O nosso governo tem que honrar as dívidas do Estado brasileiro com índios, quilombolas e com os negros. É necessário ampliar os recursos para que o Incra e a Fundação Nacional do Índio (Funai) cumpram suas funções”, destaca o Deputado o qual acrescenta a necessidade de extinguir as indicações políticas para as direções dos dois órgãos.


Salis Chagas
Assessoria de Imprensa do Deputado Domingos Dutra (PT/MA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aguarde! Publicaremos seu comentário.