domingo, 26 de setembro de 2010

Aniversário da cidade

Eu poderia escrever aqui sobre os desfiles, festas, confraternização e tudo que envolve uma comemoração de aniversário, mas não; estive esperando para ver se algo iria acontecer se existia alguma surpresa preparada para o povo ou algo parecido, por isso não postei nada até agora, mas já passa de meia-noite e pelo visto vamos ter de esperar até o próximo ano se quisermos ver uma comemoração de aniversário decente a qual estamos acostumados a ver.

.

Infelizmente o ponto alto do dia foi a visita da candidata e atual governadora e sua comitiva em busca de votos. É no mínimo falta de escrúpulos o oportunismo desses políticos que aproveitaram uma data especial para a população da cidade para montar palanque, bem se vê que não ligam a mínima para nós, só querem o nosso voto e nada mais. É sempre a mesma, prometeram mundos e fundos e foram embora em seu belo helicóptero, para não encarar as estradas esburacadas que eles prometem concertar, mas nunca tomam providencia, deveriam ter pelo menos um pouco de vergonha.

.

A administração local não fica muito atrás, pois, ao invés de proporcionar um dia especial para o povo, se preocupou simplesmente em emporcalhar as ruas com cartazes e bandeirolas. Para não dizer que não houve nada voltado apenas para o povo, aconteceu a reinauguração do estádio Bandeirão com uma partida de futebol Vitorino x Bacabal e um shwou com a banda de forró Anjo azul.

.

O aniversário de Vitorino esse ano ficou muito aquém do esperado. A disputa eleitoral falou mais alto e calou a tradição.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Manifestação contra oligarquia Sarney

"O movimento “Fora Roseana Sarney” reuniu cerca de dois mil estudantes, tuiteiros, líderes sindicais e representantes de movimentos sociais, como o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), nesta terça-feira, 21, pela manhã no centro de São Luís. Os integrantes do movimento se concentraram às 9 horas na Praça da Bíblia e de lá seguiram em passeata pela Rua Grande até o Palácio dos Leões.
.
Segundo a organização do evento, a ação reuniu estudantes de pelo menos 20 escolas públicas de São Luís, 20 entidades ligadas a movimentos sociais, estudantil e sindical, alem de representantes de seis partidos (PSTU, PSOL, PCdoB, PCB, PDT e PSB) mais membros da ala do PT contraria a aliança do partido com o PMDB.
.
Integrantes da União Nacional dos Estudantes UNE, do Movimento Estudantil Independente (MEI), dos DCEs da UFMA e UEMA, do movimento Negro no Maranhão, Vale Protestar e do LGTB deram ainda mais volume à passeata de protesto. O movimento começou na internet e tomou corpo até o ato realizado hoje pela manhã.
.
Empunhando faixas, cartazes e bandeiras onde se lia explicitamente “Fora Roseana” e por extensão de repúdio à oligarquia Sarney, os estudantes de escolas da rede privada, federal, como o IFMA, e da rede pública de ensino seguiram pela Praça Deodoro, Panteon, Rua do Sol, Praça João Lisboa até a avenida Beira-Mar, antes de chegar ao ponto final do ato político na sede do governo estadual, o Palácio dos Leões.
.
Durante todo o percurso entoaram palavras de ordem contra o domínio da família Sarney no Maranhão sob gritos de “Fora Roseana” ou “cadeia para Sarney e Roseana” durante caminhada de aproximadamente quatro quilômetros.
.
A mobilização também conseguiu trazer pelo menos dez caravanas de estudantes de algumas cidades no interior do Estado, como Caxias, Santa Inês e Bacabal. Durante a manifestação, que durou cerca de três horas, os estudantes fizeram uma parada no Liceu Maranhense, escola onde a governadora Roseana Sarney cursou o ensino médio.
.
Três viaturas da polícia da Ronda da Comunidade, dos bairros do Barreto, seguiram de perto a passeata desde a praça da Bíblia. Parte do protesto foi transmitida via twitter.
.
Segundo Henrique Carneiro, presidente da União da Juventude Socialista no Maranhão e um dos organizadores do evento, a manifestação teve o intuito de mostrar a insatisfação dos maranhenses com a candidatura à reeleição da governadora do Estado. “Esse é um movimento popular como outros que já ocorreram, como o Fora Collor e o Fora FHC”, explicou Carneiro.
.
Nenhum incidente foi registrado durante o movimento. No encerramento do ato de protesto os participantes cantaram o hino nacional. (Com informações do iG)".

sábado, 18 de setembro de 2010

Serra Don Juan

Um Retrato do Brasil na Era Sarney

SINOPSE

Neste livro finalista do prêmio Jabuti 2010 na categoria reportagem, um dos jornalistas mais respeitados do país conta os bastidores do surgimento, enriquecimento e tomada do poder regional pela família Sarney. Do Maranhão ao Senado, o livro mostra os cenários e histórias protagonizadas pelo patriarca que virou presidente da República por acidente, transformou o Maranhão no quintal de sua casa e beneficiou amigos e parentes.

.

Com 50 anos de vida pública, o político mais antigo em atividade no país enfrenta escândalos e a opinião pública. É a partir daí que o livro puxa o fio da meada, utilizando as ferramentas do bom jornalismo investigativo. Sempre com muito bom humor, o jornalista faz um retrato do Brasil na era Sarney, os mandos e desmandos do senador e seus filhos, no Maranhão e no Congresso Nacional.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

A Onda Vermelha chega a Vitorino

Flávio Dino foi recebido com festa na manhã de ontem. Acompanhado de correligionários e eleitores, Dino passeou pelas principais ruas do município e discursou na praça central.