segunda-feira, 6 de julho de 2009

Sarney comemora a morte de Michael Jackson.

Para Sarney a morte de Michael Jackson não poderia ter acontecido em momento mais oportuno. Com a mídia ocupada em cobrir a morte do astro, Sarney viu-se aliviado por algum tempo. Enquanto as lentes mudam o foco, Sarney deve estar de joelhos rezando com vela na mão agradecendo a Michael por ter jogado água na fervura e acalmado os ânimos revolucionários dos brasileiros indignados com o poder do coronel.

E para ficar ainda melhor! Vem aí o recesso de Julho. Parece que tudo saiu melhor do que esperava Sarney. Eh!... os pais-de-santo que intercedem pelo velho bigodão tem força mesmo! Conseguiram desviar a atenção do mundo e principalmente do Brasil de forma primorosa.

Na volta aos “trabalhos” após o recesso, ninguém lembrará mais, e se alguém lembrar, não terá força para continuar a mobilização; a mídia certamente não se reportará ao caso com o mesmo entusiasmo de antes e tudo continuará como sempre para Sarney, tranqüilo, mandando e desmandando na vergonhosa política brasileira.

É claro que estou torcendo para que minhas previsões estejam erradas e que o povo volte ainda mais unido e com vontade de chutar o bigodão rampa a baixo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aguarde! Publicaremos seu comentário.